A Ressurreição de Cristo não é um acontecimento empiricamente verificável, mas quem fez a experiência de Cristo ressuscitado são pessoas da nossa história humana que encontraram, nessa experiência, o sentido da vida que vence a morte. E isto não é uma conclusão filosófica. No Novo testamento existe uma expressão da fé muito repetida: Deus O ressuscitou.

E é uma graça verificar a originalidade feminina das primeiras experiências da Ressurreição. Veja-se o Evangelho de Marcos, onde até as mulheres, por medo, não cumpriram o mandado do Ressuscitado. Mas, em João 20,1.11-18, Maria Madalena vai ao túmulo, de madrugada, quando ainda estava escuro, e vê que a pedra fora retirada do túmulo. Estava junto ao túmulo a chorar, quando se dá o encontro com Jesus, que ela confunde com o jardineiro, que a encarregou de ir e anunciar aos discípulos que tinha visto o Senhor e tinha falado com Ele.

Foi, portanto, Madalena, entre outras mulheres, que reevangelizou os apóstolos e os fez regressar à missão para que tinham sido escolhidos. Foram as mulheres as escolhidas pelo Ressuscitado para evangelizar os próprios Doze que tinham fugido perante o desastre da cruz. Madalena ficou conhecida, na tradição cristã, como a “Apóstola dos Apóstolos”.

0:00
0:00