Recebei o Espírito Santo: àqueles a quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados;
e àqueles a quem os retiverdes ser-lhes-ão retidos.

Jo 20, 23

padre Abílio Fernando Alves Cardoso

Quem nos lidera

igreja matriz

igreja montes de alvor

montes de alvor

Domingo, 26 de Maio, a Celebração Eucarística das 10h00, na Matriz de Alvor, será animada pelo coro Magnum Chorus, da Póvoa de Varzim

Como nasceu o grupo coral Magnum Chorus

Decorriam os anos 40 e, por essa altura, na Basílica do Sagrado Coração de Jesus da Póvoa de Varzim existiam grupos juvenis, constituídos por rapazes e raparigas denominados a “Cruzada Eucarística” (até aos 12 anos) e a “Congregação Mariana” (a partir dos 12 anos), cujo padroeiro era S. Luís Gonzaga. Havia ainda um grupo de rapazes intitulados “ajudantes de missa”, um grupo cénico e um grupo coral. Os responsáveis por estes grupos eram a D. Arminda Pontes (raparigas) e o Padre Alves responsável pelo grupo de rapazes; padre jesuíta um homem com H grande!

 

Ler Mais

Uma vez por mês, ao domingo, na Basílica do Sagrado Coração de Jesus celebrava-se uma missa pela parte da manhã e o terço da parte da tarde. Estes eventos eram abrilhantados por um grupo coral constituído por Cruzados e Congregados. A maestrina deste grupo era uma senhora, de seu nome D. Isaura.

A 21 de junho celebra-se a festa do Santo Padroeiro, patrono dos jovens e dos estudantes, S. Luís Gonzaga. Acontece que nesse dia, no ano de 1950, a D. Isaura adoeceu, pelo que o grupo coral ficou sem maestrina. No sentido de encontrar uma solução para a sua ausência em tão importante data festiva, o Sr. Padre Alves recorreu a um conhecido músico poveiro, já muito habituado a ensaiar grupos corais, o Sr. António Marta. A celebração da missa do dia 21 de junho de 1950 foi um sucesso para agrado de todos, inclusive do próprio António Marta que reconheceu no grupo de cantores um grande potencial. Assim, com o espirito visionário que o caracterizava e entusiasmo fundou um novo grupo coral a que deu o nome de “A Capela Marta”.

No dia 19 de março de 1951, o novo grupo coral, com cerca de duas dezenas de elementos fez a sua primeira apresentação pública na Basílica do Sagrado Coração de Jesus, na Póvoa de Varzim. A partir dessa data, o grupo coral Capela Marta continuou com a sua atividade passando a afirmar-se como um grupo coral de referência. Antoninho Marta, como era carinhosamente tratado pelos seus discípulos, faleceu a 22 de setembro de 1981, com 77 anos, mas mesmo após o seu falecimento o grupo não se desfez continuando vivo até aos dias de hoje. Ao longo de mais de sete décadas, muitos foram os cantores que marcaram e marcam a história deste grupo.

Os anos passaram e as vidas de alguns destes jovens que fizeram parte da fundação do grupo coral tomaram rumos diferentes, alguns até além mar. Uns permaneceram no grupo, outros abandonaram a sua paixão e deixaram de cantar. No entanto, o gosto pela música nunca desapareceu.

Quis o destino que, mais de 60 anos após a fundação da Capela Marta, a vida de 19 destes “jovens” se voltasse a cruzar. Em cada convívio, as boas memórias eram motivo de felizes tertúlias e muitas recordações. Em julho de 2018, num desses convívios, foi sugerido mandar celebrar uma missa em sufrágio dos componentes da Capela Marta já falecidos, no dia do seu padroeiro, S. José, no dia 19 de março. A sugestão foi acolhida com alegria por todos e logo sugeriram animar a celebração com cânticos da fundação da Capela Marta interpretados pelos seus antigos fundadores que agora se voltavam a reunir. “E o maestro, quem poderia ser?” “E as partituras, onde obtê-las?”. O grupo contactou então o maestro José Manuel Salva Rainha que aceitou o desafio de ensaiar o grupo para este evento; no entanto, em relação às partituras um grande obstáculo surgiu; ninguém as tinha e foi impossível recuperá-las. Foi então necessário recorrer à prodigiosa memória dos antigos fundadores da Capela Marta. Quando tudo parecia bem encaminhado e no bom sentido, eis que o maestro José Manuel, por motivos de saúde, dias antes da missa de sufrágio, vê-se impedido de estar presente na celebração do dia 19 de março de 2019.

O grupo ficou desolado, pois sem orientação não seria possível concretizar o sonho de voltar a cantar. Mas não desistiu. Tal como diz o ditado, “fecha-se uma janela mas abre- se uma porta” e Deus “escreve direito por linhas tortas”, colocando no caminho destes ”jovens” o que viria a tornar-se o atual maestro do grupo, o Dr. João Paulo Rocha que aceitou com entusiamo o desafio proposto e incansavelmente, numa entrega e generosidade incomparáveis, ensaiou o grupo para aquela celebração. Contra ventos e marés, essa viria a ser a primeira apresentação do grupo que se denominava “Antigos Fundadores da Capela Marta”. Foi um sucesso. A partir daí, passaram a fazer ensaios regularmente, sob a batuta do novo maestro João Paulo Rocha e algumas celebrações que cativaram novos elementos que, pelo gosto de cantar se juntaram ao grupo. Uma vez que o grupo original Capela Marta existe na Póvoa de Varzim, foi necessário encontrar outra denominação para o novo grupo coral que ora se constituía. Assim, em 2020 nascia o grupo coral Magnum Chorus, cujo padrinho que tanto os orgulha e honra é o Monsenhor Abílio Fernandes Alves Cardoso, atual pároco de Alvor (Algarve). Desde essa data, o grupo, cuja média de idades se situa nos 80 anos, não mais parou. Ensaia semanalmente e já realizou várias atuações, nomeadamente nas igrejas da Póvoa de Varzim, Barcelos, Açores – Ilha Terceira, Santiago de Compostela, agora em Fátima e amanhã Alvor. As vozes de excelência encantam todos quantos os ouvem e a sua alegria e persistência encoraja-os a novos desafios fazendo-os acreditar que nunca é tarde para recomeçar.

Primeira Comunhão, 30 de Maio

Primeira Comunhão, 30 de Maio

10h00 – Matriz de Alvor
12h00 – Centro Pastoral Penina – 17h30 – Alvor – Procissão do Corpo de Deus, com todas as crianças da catequese dos três Centros Pastorais (Alvor/Matriz, Montes de Alvor e Penina)

read more
Magnus Chorus

Magnus Chorus

Domingo, 26 de Maio, a Celebração Eucarística das 10h00, na Matriz de Alvor será animado pelo coro Magnum Chorus da Póvoa de Varzim

read more
Penina – 50 anos

Penina – 50 anos

Celebrações jubilares da Igreja de Santo André da Penina – Alvor
Eventos celebrativos entre 19 de Maio e 01 de Dezembro 2024

read more

Celebrações Alvor – Montes de Alvor – Penina

Sábado

16h00 – Alvor
17h30 – Montes de Alvor
19h00 – Alvor (em inglês)

Domingo

10h00 – Alvor
12h00 – Penina

Quarta-Feira

19h00 – Montes de Alvor

Quinta-Feira

19h00 – Alvor

Sexta-Feira

19h00 – Alvor

A partir de Janeiro: todos são convidados a um momento de oração, nos dias de semana, em Alvor e Montes de Alvor, com a oração do terço em ligação com Fátima pela Canção Nova. A missa passará então para as 19.00.

Atendimento para casamentos e batismos

Todas as questões processuais relativas a casamentos e batizados, da paróquia de Alvor, são tratadas presencialmente na SECRETARIA PAROQUIAL, em Alvor, no seguinte horário:

Quartas-feiras entre as 17h e as 19h

Quintas-feiras entre as 17h e as 19h

 

Consulte AQUI a página da Liturgia para conhecer as normas para admissão ao batismo.

 

As celebrações de batismo serão aos Domingos dentro da Eucaristia Dominical.

Os casamentos serão celebrados aos Sábados de manhã.

0:00
0:00