Recomeçar – Voltar ao mesmo, sempre de novo

Após o tempo regenerador das férias estivais, vamos recomeçando a normalidade das nossas habituais atividades. Mesmo no voltar ao mesmo, bem sabemos que voltamos sempre de um modo novo: nada da nossa vida se repete, e esse é o seu milagre. No concreto e no imediato, a celebração da eucaristia dominical, como expressão imediata da comunidade que somos e queremos ser, continua a ser o lugar de encontro privilegiado de todos, entre nós, e de todos com o Senhor. Neste início do novo ano pastoral, todos – crianças, jovens e mais velhos – somos bem vindos para o retomar da nossa vida comunitária.

Temos bem viva a alegria e a festa que inundaram todo o País, na celebração da Jornada Mundial da Juventude. Ficámos todos maravilhados com a organização e a beleza das celebrações. É possível ousar novas linguagens; os tempos presentes desafiam a criatividade e a imaginação. Tudo o que vivemos de belo, de profundo, de alegria, de partilha e generosidade revelaram o melhor e o mais profundo do catolicismo: unidade na pluralidade, encontro festivo de culturas, paixão pelo humano. Bem sabemos que a vivência do quotidiano é dura, por vezes árida, mas a experiência da JMJ anuncia que é possível viver a fé de forma ousada, criativa, sem complexos. A ternura e as palavras tão concretas do Papa Francisco permanecem vivas como apelo a uma Igreja de portas abertas a todos, todos, todos: «A Igreja não é uma alfândega».

Começa no início de outubro a celebração do Sínodo sobre sinodalidade. No processo preparatório de consulta ao Povo de Deus, a nossa comunidade deu um precioso contributo sobre luzes e sombras, bloqueios e promessas do nosso viver eclesial: lembram-se do inquérito preenchido, em 2020-2021, por mais de 70% dos fiéis que frequentam as celebrações? As nossas respostas foram enviadas, em tempo oportuno, para o nosso Bispo. Acompanhando, agora, o acontecer do Sínodo, queremos recuperar na comunidade alguma dinâmica sinodal. Aguardamos a presença do novo pároco para dar passos significativos no rumo da Igreja que queremos ser.

A partir de 15 de Outubro teremos um novo pároco. A comunidade paroquial de Alvor, nos seus Centros pastorais, Matriz de Alvor, Montes de Alvor e Penina, saúda e alegra-se com a nomeação do sr. Padre Abílio Cardoso. Acolhemos com inteira gratidão e profunda esperança a sua nomeação como promessa de presidir a uma comunidade paroquial cada vez mais sinodal.

Estão, desde já, abertas as inscrições para as crianças e jovens para a catequese em Alvor, Montes de Alvor e Penina. Contamos com a responsabilidade e consciência batismal dos pais para colaborar com a paróquia.

0:00
0:00